logo

logo

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Oito conselhos para realizar uma boa situação de leitura compartilhada, por Teresa Colomer*



1. Antes de tudo, é preciso criar um clima de liberdade e segurança, que favoreça uma resposta afetiva dos leitores.
Emmanuelle Colin

2. O mediador deve propor questões a partir das repostas dadas por eles.
Mariusz Stawarski

3. Durante a conversa, é necessário ajudá-los a buscar indícios no texto/imagem para compreender melhor a obra.
Dave Cutler

4. E construir intervenções que possam ajudá-los a encontrar argumentos para validar suas respostas.
Jimmy Liao

5. É preciso criar condições para que os leitores sejam capazes de estabelecer relações com outras obras que conversam com o texto estudado.
Rommel Joson

6. Quando necessário, oferecer-lhes recursos para que sejam capazes de falar sobre o texto, utilizando os termos adequados para referir-se a aspectos relacionados à análise literária (metalinguagem).
Alejandro Teran

7. Reformular, sintetizar, recapitular o que estão dizendo. É preciso organizar as falas dos leitores.
Mariana Ruiz Johnson

8. E finalmente, dar tempo para reler e compartilhar. Tempo para reordenar as ideias. O tempo é fundamental para que possam debruçar-se sobre o texto e voltar a ele quantas vezes forem necessárias a fim de construir o seu sentido.
Andrea Musso


*Teresa Colomer, nascida em Barcelona (Espanha), formada em Filologia Hispânica e Filologia Catalã e doutora em Ciências da Educação, é professora de Didática da Língua e da Literatura e diretora de programas de pós-graduação na Universidade Autônoma de Barcelona. Coordena o grupo de pesquisa GRETEL, sobre as relações entre leitura, literatura infantil e juvenil e formação literária no ensino obrigatório. No Brasil, publicou A formação do leitor literário: narrativa infantil e juvenil e Andar entre livros – A leitura literária na escola (Global Editora).

Sem comentários:

Enviar um comentário